Número total de visualizações de página

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Jamais me resignarei

1)Uma Nação não pode ficar imersa eternamente num oceano de imprudências nocivas ao patrimônio da sociedade e esta não possuir meios legais para coibir de imediato o vírus dessa insanidade.

2) Um "mandato político" , não é um cargo obtido através de Concurso ou de Escolas; então à luz da razão, ele não terá direito garantido na Lei, se esse "mandato político", descumpriu os deveres e responsabilidades para o qual foi provisoriamente escolhido. Nesse caso quem escolheu (o eleitor) que na Constituição outorga o "direito de eleger" , deve também esse mesmo eleitor, ter na Constituição o "direito de deseleger" , quando ele for enganado ou traído pelo eleito. Foi exatamente lastreadas neste raciocínio, que algumas Nações civilizadas, criaram na sua Constituição a "Lei do Recall" (direito do eleitor cassar de imediato os eleitos.)

3) Depois de 511 anos, nós brasileiros, vamos pela primeira vez, criar uma Lei, através de assinaturas dos eleitores (Projeto de Iniciativa Popular), conforme prevê a Lei Magna, para incluir na Constituição Brasileira, a "LEI DO RECALL" (Lei de Cassação Relâmpago de Mandatos dos Políticos Indesejáveis).

4) Essa Lei, depois de aprovada, será mais importante para o Brasil, do que sua Independência de Portugal, porque mesmo após a Independência, o povo continuou submisso e escravo dos seus dirigentes.

5) As idéias e os sentimentos comuns de um povo, não pertencem a uma pessoa, nem a um grupo de pessoas e sim a todos. Os conceitos aqui apresentados não têm autor nem autores, eles pertencem ao povo. Por isso todos devem divulgá-los a seus irmãos, para que essa Lei possa ser criada pelos os brasileiros.

6) A Lei do Recall , cujo Projeto de Iniciativa Popular, iremos criar, será um Divisor de Águas no Brasil, depois de aprovado em 2014...Pela riqueza e abundância que irá provocar na Nação, sinalizará um BRASIL ANTES de 2014, de um país rico com um povo pobre e o BRASIL DEPOIS de 2014, com um país rico e um povo feliz

7) Nenhum político eleito, jamais votará numa Lei, que será a degola deles amanhã. Então vamos ter paciência e armar uma estratégia infalível para que eles aprovem. Começaremos a partir desse ano, a recolher assinaturas em todo o Brasil e só apresentamos o Projeto no Congresso para ser votado no final do Ano de 2014 que é a época em que está terminando o mandato de todos os deputados e com a pressão popular que iremos fazer em Brasília, partindo de todos os Estados, com votação aberta, onde iremos perceber quem são os traidores da pátria..., não tenho dúvidas que todos os parlamentares desejando se reeleger serão os primeiros a aprovar a idéia.

8) Cezar Liper , Presidente do Movimento Recall Brasil , já se comprometeu, está ao lado do Mãos Limpas Brasil nesse trabalho, inclusive já está instrumentalizando algo poderoso na internet, através do Facebook com essa finalidade.

9) Um Projeto dessa magnitude não pode ser originado nas hostes do egoísmo nem moldurado no desejo de Poder...,muito menos alimentado em sentimentos de revanche ou rancor....É exatamente aqui nessa área imaginária de criação, onde será decidido se será plantada a semente do Sucesso ou a do Fracasso da Operação...É nesse espaço laboral que instalaremos uma Fonte de Luz ou construiremos um Muro de Lamentações...A Estrada de Luz que deveremos percorrer é estabelecer uma Fronteira e , que se fique especificamente demarcado que após a aprovação da Lei do Recall, estarão extintas todas questiúnculas relativas as querelas políticas passadas. A LEI DO RECALL, não poderá cassar mandatos sobre delitos cometidos ANTES que essa lei entrou em vigor. Só a partir da data da promulgação da lei, é que passarão a ser julgados o comportamento dos nossos políticos.

(Estamos à espera de quê em Portugal?)

(Enviado por um Amigo)

Sem comentários:

Enviar um comentário