Número total de visualizações de página

terça-feira, 10 de maio de 2011

PORTO - Património Mundial





Curiosidades

Sabia que:
• ...o primeiro filme do cinema português foi realizado na Rua de Santa Catarina em
1896 por Aurélio Paz dos Reis e chamava-se Saída do Pessoal Operário da
Fábrica Confiança.
• ...entre 1383 e 1834 o actual concelho de Vila Nova de Gaia esteve incluído no
Termo do Porto.
• ...o Parque da Cidade do Porto é o único parque urbano da Europa com frente
marítima.
• ...em 1996, considerando o local como "de valor universal excepcional, testemunho
do desenvolvimento de uma cidade europeia que, ao longo dos últimos mil anos,
se voltou para o oeste para enriquecer as suas ligações culturais e comerciais", a
Unesco classificou o Centro Histórico do Porto como Património Cultural da
Humanidade.
• ...foi no Porto, a 31 de Janeiro de 1891, que se fez a primeira tentativa para
implantar o regime republicano em Portugal.
• ...a série histórica de televisão "A Ferreirinha", produzida pela RTP em 2004, se
inspira na vida de Dona Antónia Adelaide Ferreira e no legado ímpar que deixou ao
Alto Douro e ao Vinho do Porto.
• ...com seis quilómetros de extensão, a Boavista é a maior de todas as avenidas
portuguesas.
• ...o guarda-redes Vítor Baía, natural da Afurada, Vila Nova de Gaia, é o jogador
com mais títulos da história do futebol mundial, com 32, à frente de Pelé e
Rijkaard, com 25 cada um.
• ...até meados do século XVI, os membros da nobreza estiveram proibidos de viver
no Porto.
• ...no século XIX, os comerciantes da Rua de Santo António pagavam do seu bolso
o reforço da iluminação pública.
• ...as ligações aéreas regulares entre o Porto e Lisboa iniciaram-se em 1947.
• ...o Porto de Leixões, com os seus cinco quilómetros de cais e movimentando
cerca de 14 milhões de toneladas de mercadorias por ano, garante 25% do
comércio internacional português.
• ...as origens do centro urbano da cidade do Porto datam da idade do bronze, mais
concretamente em torno do século VIII a.C..
• ...Pêro Vaz de Caminha, o autor da célebre Carta do achamento do Brasil, nasceu
no Porto, onde era funcionário da Casa da Moeda, tendo acompanhado a
expedição de Pedro Álvares Cabral a fim de elaborar o diário de bordo.
• ...a Casa da Música, inaugurada em 2005, foi classificada pelo New York Times
como "uma das mais importantes salas de espectáculos construídas nos últimos
100 anos", comparando-a ao Walt Disney Concert Hall, em Los Angeles, e ao
auditório da Orquestra Filarmónica de Berlim.
• ...o concelho de Vila Nova de Gaia foi criado em 1834 pela junção de Gaia e Vila
Nova, autonomizadas do Porto.
• ...o Infante D. Henrique, tido como o pai dos Descobrimentos Portugueses, nasceu
no Porto em 1394 na que é hoje chamada Casa do Infante.
• ...Manoel de Oliveira, nascido no Porto em 1908, é o mais velho cineasta do
mundo ainda em actividade.
• ...a cadeia espanhola Zara, actualmente presente em 65 países, abriu a sua
primeira loja fora de território espanhol em 1988 na Rua de Santa Catarina, no
Porto.
• ...a Agência Abreu, fundada no Porto em 1840, é a agência de viagens mais antiga
do mundo.
• ...segundo reza a história, D. Antónia Ferreira salvou-se num trágico acidente de
barco rabelo que vitimou o Barão de Forrester, porque as saias de balão que então
vestia a fizeram flutuar até à margem do Rio Douro.
• ...o tratado de 1352, entre a Inglaterra e Portugal, gizado pelo portuense Afonso
Martins Alho, deu origem à expressão popular "fino que nem um alho", usada para
se referir a alguém invulgarmente inteligente.
• ...os habitantes do Porto são conhecidos como tripeiros porque, segundo a
tradição, doaram toda a carne à armada que partiu para conquistar Ceuta, em
1415, ficando apenas com as vísceras para comer, o que deu origem a um dos
pratos mais tradicionais, as "tripas à moda do Porto".
• ...em reconhecimento pelos sacrifícios suportados pelos portuenses durante o
Cerco do Porto, D. Pedro, IV de Portugal e I do Brasil, doou o seu coração em
testamento à cidade do Porto, hoje preservado na capela-mor da Igreja da Lapa,
no Porto.
• ...o primeiro carro eléctrico da Península Ibérica circulou no Porto no ano de 1895.

Curiosidades históricas

 As origens do centro urbano da cidade do Porto, datam da
antiga idade do bronze, aproximadamente oito séculos a.C..
Desde o início, o povoamento pré - histórico teve importantes
ligações comerciais com a bacia do Mediterrâneo. Durante a
ocupação romana, a cidade já era composta por
impressionantes edifícios e controlava uma importante rede
viária entre Lisboa e Braga.

 A cidade foi, mais tarde, denominada, primeiro de Cale e
mais tarde de Portucale, de onde derivou o nome Portugal.

 As muralhas da cidade foram construídas no período dos
romanos. A muralha original foi reconstruída no século XII,
quando o burgo foi doado ao Bispo D. Hugo, que instituiu a
primeira escritura pública. A segunda parte da muralha, que
data do século XIV, cerca as encostas da Sé e da Vitória e
estende-se em direcção ao rio, onde estão situados o cais e a
Casa dos Trajes Reais.

 Entre os séculos XIII e XV, deu-se um grande
desenvolvimento das actividades comerciais e marítimas e
fortaleceram-se as ligações com importantes portos europeus,
tais como Barcelona, Valência, La
Rochelle, Rouen, Londres, Ypres, Antuérpia, etc. Neste período, os estaleiros do Porto e de Vila
Nova de Gaia eram os mais importantes do país.

 Um dos intervenientes no acordo de 1352, entre a
Inglaterra e Portugal nasceu no Porto. Esse senhor chamavase
Afonso Martins Alho, e o seu sobrenome foi imortalizado
numa expressão popular usada quando nos queremos referir
a alguém que é inteligente: "fino que nem um alho".

 O Infante D. Henrique nasceu nesta cidade em 1394. Ele
foi o príncipe navegador, que deu inicio à era das descobertas
marítimas portuguesas.

 Os habitantes do Porto são conhecidos como Tripeiros,
devido aos sacrifícios que fizeram para ajudar o exército que
conquistou Ceuta em 1415. Diz-se que eles deram toda a
comida boa às tropas e apenas ficaram com a tripa para
comer. Por essa razão, actualmente, um dos pratos mais
tradicionais da cidade são as "tripas à moda do Porto".

> O autor da muito conhecida Carta da Descoberta do Brasil
(1500), Pêro Vaz da Caminha, nasceu no Porto, onde era
funcionário da casa da moeda, tendo sido requisitado pelo Rei
para se juntar à expedição de Pedro Alvares Cabral a fim de
elaborar o diário de bordo.

 O domínio espanhol (1580 - 1640), foi um período de
grande desenvolvimento urbano e administrativo. Nesse
período, começaram-se a verificar significativas mudanças
artísticas que atingiram o seu auge no século XVIII. Não se
deve, no entanto, deixar de mencionar o estilo Barroco, do
qual o arquitecto italiano Nicolau Nasoni (1725 - 1773) era o
expoente máximo, assim como vários artistas portugueses,
como António Pereira e Miguel Francisco da Silva. Outra
mudança importante foi a reforma urbana levada a cabo por
João de Almada e Melo (1757 - 1786) e os lindos edifícios
neo - clássicos
influenciados pela presença de uma colónia inglesa na cidade. Esta foi também uma época
dourada para o Vinho do Porto.

 O Porto foi sempre conhecido como uma cidade liberal e virada para o progresso, com uma
longa tradição na defesa dos direitos do cidadão. Os seus habitantes foram alvo de uma longa
perseguição, por parte das tropas reais, entre 1832 e 1833. A vitória da causa liberal foi, em
parte, devido ao sacrifício das pessoas que lutaram para apoiar a Carta Constitucional. Como
resultado desta acção heróica, o Rei Pedro IV descreveu-a como a "muito nobre, invicta e
sempre leal" cidade do Porto.

 Após a implantação da República, a cidade iniciou outro
processo de renovação, de onde se deve destacar a
construção da Avenida dos Aliados. O projecto iniciou-se em
1915, pela mão do inglês Barry Parker e continuou sobre a
influência da escola francesa, pela mão do arquitecto
Marques da Silva, que havia estudado em Paris. Esta linda e
harmoniosa avenida é o limite norte da área protegida do
centro histórico.
 O Porto é também conhecido como a "cidade do trabalho",
devido ao tradicional dinamismo da sua burguesia, assim
como à sua
honestidade e ideais de progresso. Por outro lado, a vida cultural e social do Porto tem
características muito especiais.

Área Classificada e Protegida

 A rede urbana da cidade do Porto foi alvo de uma grande
expansão no século XIX, passando a incluir várias áreas
periféricas rurais. Por outro lado, todavia, o centro histórico da
cidade começou a deteriorar-se, afectando mesmo a
qualidade de vida da população local.

 Após algumas tentativas sem sucesso para resolver esta
situação séria, vieram as mudanças políticas de Abril de
1974, que deram um novo impulso ao processo de
revitalização das áreas da Sé e de S. Nicolau. O projecto
passou, recentemente, a incluir duas outras freguesias -
Vitória e Miragaia. O Município do Porto juntou-se a algumas
instituições especializadas neste tipo de projecto, e juntos
conceberam um vasto programa de reconstrução e de
revitalização do centro histórico, que incluía, não só os
aspectos urbanos e arquitecturais, como também os
arqueológicos, sociais e culturais. A re - classificação de
áreas públicas e de estruturas de apoio à população local
ganhou particular relevância, e teve mais de uma centena de
unidades de equipamento e de projectos socioculturais.

 A Câmara Municipal do Porto, ciente da importância
destas iniciativas para a cidade e das vantagens de um apoio
internacional para a consolidação deste processo, dirigiu uma
candidatura formal à UNESCO para que classificasse o
Centro Histórico do Porto como Património Mundial da
Humanidade. O processo iniciou-se em 1993, e teve um
impulso decisivo em 1996, quando o Comité de Patrimónios
Mundiais da UNESCO aprovou a candidatura da cidade do
Porto. A candidatura foi organizada pelo CRUARB,
juntamente com vários departamentos especializados da
Câmara Municipal. A decisão da UNESCO foi extremamente
influenciada, pela qualidade dos trabalhos de renovação
urbana e social, especialmente por aqueles dedicados ao
apoio da população local, assim como pelas actividades
culturais e desportivas que têm sido introduzidas com
sucesso ao longo de toda a zona, classificada actualmente,
como Património Mundial da Humanidade.

 A área classificada inclui, a vila medieval situada dentro
das muralhas românicas do século XIV, que é composta pelos
edifícios mais antigos da cidade, assim como pelas ruas mais
típicas e pelas áreas públicas mais atractivas.
 O desenvolvimento da cidade do Porto está intimamente
ligado à margem esquerda do rio Douro, como tal a proposta
incluía a imponente Ponte Luís I, construída por Theophile
Seyrig, um discípulo de Gustav Eiffel, e o proeminente edifício
do Convento Augustariano da Serra do Pilar.

 A área protegida corresponde aos antigos limites da
cidade medieval em ambas as margens do rio. Em Vila Nova
de Gaia, a área protegida inclui a zona onde estão situadas
as adegas do Vinho do Porto. Na margem norte, inclui a
antiga vila de Miragaia, a faixa norte cuja renovação começou
no século XVIII, a antiga área de Santo Ildefonso, as encostas
de Guindais e os terraços das Fontainhas que se estendem
até ao rio Douro.

léliooliveira lempo



Sem comentários:

Enviar um comentário