Número total de visualizações de página

domingo, 8 de setembro de 2013

Presidente sírio nega autoria de ataques químicos

Bashar al-Assad deixa um aviso: se houver ataque, haverá retaliação.
O presidente da Síria, Bashar al-Assad, desmente a autoria do ataque químico no país. Em entrevista à televisão CBS, Assad diz mesmo que não há evidências do uso de armas químicas e continua sem confirmar ou desmentir que o seu governo possua tais armas. Garante, no entanto, que, se as tiver, elas estarão sob rigoroso controlo do Governo.

Bashar al-Assad deixa ainda um aviso aos Estados Unidos: se houver ataque, haverá retaliação, apoiada pelos aliados da Síria.

A entrevista ao programa “Face the Nation”, da CBS, vai ser divulgada na íntegra esta segunda-feira, precisamente no dia em que o Congresso dos Estados Unidos decide se autoriza ou não uma intervenção militar na Síria e quando há a expectativa de que seja divulgado o relatório dos inspectores das Nações Unidas que estiveram em Damasco logo após o ataque de 21 de Agosto. O ataque terá provocado mais de 1400 mortos.

De recordar que Barack Obama tem prometida uma declaração sobre a matéria para terça-feira numa altura em que são já vários os navios de guerra preparados para atacar no Mediterrâneo.

A guerra civil na Síria dura há mais de dois anos. Há mais de 110 mil mortos e cerca de dois milhões de refugiados.

SAIBA MAIS

=Renascença=

Sem comentários:

Enviar um comentário