Número total de visualizações de página

sexta-feira, 22 de março de 2013

Horror no paraíso


Caros amigos, 

 

Um tribunal nas Maldivas acabou de sentenciar
 uma sobrevivente de estupro a 100 chicotadas. Se ameaçarmos o turismo das Maldivas, a tão preciosa renda dos políticos do país, poderemos salvar essa menina e acabar com os açoitamentos públicos. Vamos criar um protesto de 1 milhão de vozes e, m seguida, colocaremos anúncios publicitários direcionados ao presidente das Maldivas, exigindo que ele proteja as vítimas de estupro: 

Sign the petition
É difícil de acreditar, mas uma sobrevivente de estupro de 15 anos de idade, nas Maldivas, foi sentenciada a 100 chicotadas em público!Vamos dar um fim a essa loucura e atingir o governo no seu ponto mais sensível: a indústria do turismo. 

A garota disse que foi estuprada por seu padrasto e por outras pessoas durante anos
 -- o padastro é acusado de matar o bebê que ela trazia em seu ventre. Agora, um tribunal acabou de constatar que ela deve ser açoitada por fazer "sexo fora do casamento"! O presidente das Maldivas, Waheed Hassan, já está sentindo a pressão de todos os cantos do mundo, mas podemos forçá-lo a salvar essa garota e mudar essa lei para poupar outras vítimas de um destino cruel. É assim que poderemos acabar com a Guerra contra as Mulheres: nos mobilizando todas as vezes em que algo revoltante assim acontecer. 

O turismo é uma grande fonte de renda para a elite das Maldivas, incluindo ministros do governo. Vamos construir uma petição com milhares de pessoas para o presidente Waheed essa semana, e
 então ameaçar a reputação das ilhas Maldivas por meio de anúncios publicitários em revistas de viagens e em websites, até que ele dê um passo adiante para salvar essa garota e abolir essa lei revoltante. Assine e encaminhe esse email agora para conseguirmos 1 milhão de assinaturas: 

http://www.avaaz.org/po/maldives_global/?bKMKFdb&v=23320

As Maldivas são um paraíso para os turistas. Mas para as mulheres, pode ser um inferno. Submetidas a duras interpretações da lei sharia, mulheres e crianças são frequentemente punidas com açoitamento em público e prisão domiciliar se forem consideradas culpadas por sexo fora do casamento ou adultério. Quase sempre a mulher é punida, mas não aqueles que cometeram o crime. Estatísticas crescentes afirmam que 1 em cada 3 mulheres entre 15 e 49 anos de idade já sofreram agressões físicas ou abuso sexual -- ainda assim,
 nenhum estuprador foi sentenciado nos últimos 3 anos. 

Vencer essa batalha pode ajudar as mulheres em todos os lugares do mundo, uma vez que o governo das Maldivas está, nesse exato momento, concorrendo a um cargo de direitos humanos na ONU -- em uma plataforma sobre os direitos das mulheres! A indignação ao redor do mundo já forçou o president Waheed a apelar contra a sentença da jovem de 15 anos. Mas isso não é suficiente. Os extremistas do país forçarão o presidente a abandonar outras reformas se a atenção da comunidade internacional se dissipar.
 Vamos dizer às Maldivas que o país está prestes a perder a reputação de destino turístico romântico, a menos que mude suas atitudes e leis que dizem respeito às mulheres. 

Se uma quantidade suficiente de nós levantarmos nossas vozes, poderemos fazer com que o presidente Waheed e seus parlamentares se oponham aos extremistas.
 O presidente já está com um pé atrás a respeito dessa história vergonhosa e trágica -- vamos aproveitar esse momento para prevenir mais injustiças contra as jovens garotas e mulheres. Assine a petição e, em seguida, envie esse email para todos: 

http://www.avaaz.org/po/maldives_global/?bKMKFdb&v=23320

Os membros da Avaaz já lutaram muitas batalhas se opondo à guerra global contra as mulheres. No Afeganistão, ajudamos a proteger jovens mulheres que corajosamente se pronunciaram em público contra o estupro; em Honduras, lutamos com mulheres locais contra uma lei que colocaria mulheres na cadeia pelo uso da pílula do dia seguinte. Agora, vamos juntos proteger as mulheres das Maldivas.

Com esperança e determinação,

Jeremy, Mary, Alex, Nick, Ricken, Laura, Michelle e toda a equipe da Avaaz

Mais informações:

Garota estuprada nas Maldivas é condenada a 100 chibatadas (BBC)
http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/02/130226_maldivas_estupro_chibatadas_ol_cc.shtml 

Maldives government to appeal flogging of rape victim (Dawn, Pakistan) (em inglês)
http://dawn.com/2013/03/01/maldives-government-to-appeal-flogging-of-rape-victim/ 

Rape victims punished, failed by Maldives justice system (Minivan news, Maldives) (em inglês)
http://minivannews.com/society/raped-victims-punished-failed-by-law-in-the-maldives-53760 

Judicial statistics show 90 percent of those convicted for fornication are female (Minivan news, Maldives) (em inglês)
http://minivannews.com/politics/judicial-statistics-show-90-percent-of-those-convicted-for-fornication-are-female-44605 




Sem comentários:

Enviar um comentário