Número total de visualizações de página

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Socialistas redesenham 'arquitectura' da Europa


Os líderes socialistas de Portugal, Espanha e França participam, este sábado, em Madrid num debate alargado sobre o futuro da Europa, centrado na defesa da crescente união política, económica, fiscal e social.
 Organizado pelo Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas no Parlamento Europeu (S&D) e pelo Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), o encontro é o primeiro dos diálogos políticos promovidos pelo PSOE antes da Conferência Política do partido, marcada para Outubro próximo.

Além de António José Seguro, líder do PS, participam o presidente do PSOE, Alfredo Pérez Rubalcaba e Harlem Désir, primeiro secretário do PS francês.
Fonte socialista confirmou à Lusa que Seguro e Rubalcaba mantêm, à margem da conferência, um encontro bilateral.

Na mesa de debate está um extenso documento de propostas "Para uma Europa Federal", onde os socialistas europeus apresentam várias propostas para alterar a arquitectura europeia e para avançar no projecto de um verdadeiro partido socialista europeu.

A fusão das figuras de presidente da Comissão Europeia e do Conselho Europeu eleito pelo Parlamento Europeu e a apresentação de programa eleitoral e candidato comuns são algumas das propostas contidas no texto, que pretende assentar as bases para um "verdadeiro" partido socialista europeu.

Intitulado "Para uma Europa Federal", trata-se de um extenso documento com dezenas de propostas para alterar, "consolidar" e fortalecer a arquitectura europeia e para avançar no projecto de um verdadeiro partido socialista europeu.

Entre as propostas de cariz político, o documento defende a criação de um "colégio eleitoral de até cinquenta eurodeputados a repartir entre as listas mais votadas no conjunto da UE, e cujos cabeça de lista seriam o candidato 'in pectore' de cada família política europeia a Presidente da Comissão e do Conselho Europeu".

A introdução de um "mecanismo de moção de censura construtiva" do Parlamento Europeu, que passaria a ter também maior poder de iniciativa legislativa, está entre as propostas que defendem ainda um processo formal de relação entre os parlamentos nacionais e o europeu.

A reunião de hoje, que decorre na Casa da América, será aberta pela vice-secretária-geral do PSOE, Elena Valenciano e pelo ex-alto representante para a Política Exterior da UE, Javier Solana, antes de uma mensagem em vídeo do presidente do parlamento europeu, Martin Schulz.

Um primeiro painel analisará depois a questão do crescimento e do emprego no quadro europeu, num debate moderado por Sérgio Gutiérrez, secretário-geral da delegação socialista espanhola no Parlamento Europeu e onde participa, entre outros, a ministra sombra para as Alterações Climáticas do Partido Trabalhista do Reino Unido, Luciana Berger.

O debate de Seguro, Rubalcaba e Désir sob o tema "Para uma Europa Federal: a União Política" encerra a primeira parte da jornada de debate.

Ramón Jáuregui, director de conteúdos políticos da Conferência Política do PSOE modera o debate onde intervirá também o comissário da Concorrência e vice-presidente da Comissão Europeia, Joaquin Almunia.
Durante a tarde decorrem os painéis sobre a união social e a democracia na Europa, onde participam vários eurodeputados e responsáveis socialistas europeus.

O encontro termina com uma mensagem em vídeo do ex-presidente do Governo espanhol, Felipe González e intervenções de Juan Fernando López Aguilar, presidente da delegação do PSOE.

N. M.

Sem comentários:

Enviar um comentário