Número total de visualizações de página

quarta-feira, 6 de março de 2013

MORREU HUGO CHÁVEZ


Presidente da Venezuela não resistiu ao cancro
Hugo Chávez morreu nesta terça-feira, em Caracas, aos 58 anos, vítima de cancro. Eram 16:25 na capital venezuelana, 20:55 em Portugal Continental. 

Chávez, o autoproclamado defensor dos desfavorecidos (perfil)

Venezuela: exército e milhares de pessoas nas ruas

As quatro visitas de Hugo Chávez a Portugal

Foi a única batalha perdida do presidente da Venezuela, depois de quase dois anos de luta contra a doença (foi diagnosticado em junho de 2011) e que obrigou a quatro intervenções cirúrgicas em Cuba, a última a 11 de dezembro último.

O anúncio da morte de Chávez foi feito pelo vice-presidente Nicolás Maduro na televisão nacional, de acordo com a Reuters, em direto do Hospital Militar de Caracas.

Ao lado de Maduro, que tinha sido nomeado líder da Venezuela por Chávez, apresentaram-se os chefes militares para prestarem lealdade ao vice-presidente.

Nicolás Maduro já ordenou um dispositivo militar e policial para «garantir a paz» na Venezuela face ao anúncio da morte de Chávez.

De acordo com a constituição venezuelana, com a morte de Chávez assume o seu lugar o presidente do Parlamento, Diosdado Cabello, que deve convocar eleições no prazo de um mês.

O funeral realiza-se na sexta-feira, em Caracas, e o Governo decretou sete dias de luto nacional.

Chávez foi reeleito para o terceiro mandato como presidente da Venezuela a 7 de outubro passado, mas não chegou a tomar posse, ficando o lugar assegurado pelo seu número dois, Nicolás Maduro, numa decisão autorizada pela Justiça venezuelana até que os problemas clínicos ficassem resolvidos.

A oposição contestou a ausência do presidente e reclamou a sua presença no país ou a repetição das eleições.

Contudo, o Supremo Tribunal considerou não ser necessário que Chávez fizesse o juramento no dia 10 de janeiro, sustentando que o Governo em exercício podia prolongar as suas funções.

No dia 18 de fevereiro, Chávez regressou à Venezuela e ficou internado no Hospital Militar de Caracas, mas no dia 4 de março o Governo confirmou uma nova infeção respiratória, que o estava a debilitar.

Hoje, o vice-presidente começou por reconhecer a situação crítica de Chávez, pediu aos venezuelanos que rezassem e acusou os inimigos do presidente de serem responsáveis pelo cancro.

Maduro ou Capriles: quem sucede a Chávez?

Teoria da conspiração? Chávez estaria em Cuba quando morreu

Reações de Portugal e do mundo à morte de Chávez

«Chávez entubado»: o erro do El País
MAIS SOBRE ESTE TEMA
=TVI 24=


Sem comentários:

Enviar um comentário