Número total de visualizações de página

terça-feira, 12 de março de 2013

Sodano pede ao conclave um “bom pastor que dê a vida pelas suas ovelhas”


Na missa que antecede o primeiro dia do processo eleitoral do futuro Papa, o cardeal Angelo Sodano deixou ainda um agradecimento a Bento XVI pelo seu pontificado.
O cardeal Sodano celebrou a missa "Pro eligendo romano pontifice" 

O cardeal Angelo Sodano, que preside ao Colégio Cardinalício, pediu aos cardeais que participam no conclave que esta terça-feira começa no Vaticano que escolham um Papa que seja um “bom pastor que dê a vida pelas suas ovelhas”. Na missa solene celebrada na basílica de São Pedro antes do início do processo eleitoral, Sodano apelou ainda aos prelados que “trabalhem em conjunto para construir a unidade da Igreja” e que “cooperem com o sucessor de Pedro”.
Na homilia celebrada em italiano Pro eligendo romano pontifice, Sodano citou uma epístola de São Paulo: “Tenham muita humildade, doçura e paciência, apoiai-vos, uns aos outros, com amor”. Aos cardeais, o antigo secretário de Estado do Vaticano sublinhou depois que “a atitude fundamental de todo o bom pastor é dar a vida pelas suas ovelhas. Isto vale, sobretudo, para o sucessor de Pedro, pastor da Igreja universal. Porque quanto mais alto e mais universal é o ofício pastoral, tanto maior deve ser a caridade do pastor”.
O decado, que falava perante os 115 cardeais que a partir desta terça-feira se reúnem em conclave para eleger o sucessor de Bento XVI, reforçou que são “todos chamados a cooperar com o sucessor de Pedro, o fundamento da unidade da Igreja”. Bento XVI, numa das últimas mensagens antes da renúncia a 28 de Fevereiro, pediu que a unidade da Igreja fosse defendida contra “os golpes” recebidos recentemente.
Ainda durante a homilia, o cardeal Sodano destacou a responsabilidade da Igreja no plano internacional. “Os últimos Papas foram os artífices de várias iniciativas, benéficas para os povos e a comunidade internacional, tornando-se promotores da justiça e da paz”, lembrou. “Rezemos para que o futuro Papa prossiga esta obra incessante a nível mundial”, acrescentou.
Ao afirmar que “a maior obra de caridade é a evangelização”, o decano do Colégio Cardinalício agradeceu a Bento XVI pelo “pontificado luminoso”, tendo sido interrompido por aplausos, que se prolongaram por cerca de um minuto.
Sodano afirmou, citando o agora Papa emérito que fez da evangelização a sua prioridade, que “a caridade não está limitada à solidariedade e à simples ajuda humanitária”.
Na homilia, o cardeal italiano não fez qualquer referência aos escândalos sexuais e corrupção na Igreja, nem às reformas que deve empreender o novo papa, nem o perfil esperado. Angelo Sodano pediu aos cardeais, bispos e fiéis, presentes na basílica, que rezem “para que o Senhor escolha um Papa que exerça esta nobre missão com um coração generoso”.
Notícia actualizada às 12h39: acrescenta outras frases proferidas pelo cardeal Sodano durante a homilia.
=Público=


Sem comentários:

Enviar um comentário