Número total de visualizações de página

terça-feira, 12 de março de 2013

Vaticano bloqueia Internet para eleição do Papa


Cardeais não podem usar telemóveis, Internet, ouvir rádio ou ler jornais.
 Numa era em que se partilha quase tudo online, o Vaticano tomou medidas para assegurar que o conclave que vota o novo Papa não terá contacto com o exterior, como mandam as regras.

Na Capela Sistina foram instalados dispositivos para interferir com as telecomunicações, impedindo o uso de telemóveis e de aparelhos ligados à Internet (algo que já tinha sido feito em 2005, quando Ratzinger foi eleito). Estes dispositivos servirão ainda para evitar que alguém possa tentar escutar o que se passa dentro do conclave – por exemplo, através de microfones escondidos.
Para além disto, as redes de Internet sem fios vão estar cortadas na Cidade do Vaticano e o bloqueio tecnológico que só terminará quando houver fumo branco.
Os cardeais que têm blogues e contas no Facebook e no Twitter foram avisados de que não podem ceder à tentação de anunciar o novo Papa (ou o que quer que seja relacionado com a votação) na Internet. Também não terão acesso a rádio, televisão, jornais ou telefones fixos e estão alojados próximo da capela, para onde se deslocarão num autocarro.
Numa conferência de imprensa, um porta-voz do Vaticano desmentiu artigos na imprensa que davam conta de que os cardeiais seriam revistados.
=Público=

Sem comentários:

Enviar um comentário